O Buscador

O Buscador
"Quando olho para os Céus, não estou procurando por um Deus que vive no espaço exterior, estou lendo as estrelas e ouvindo os seus mistérios (Tehilim 19)". Deepak Sankara Veda

Boas Vindas

"ברוכים הבאים ממסורת עתיקה העברים במדבר". Bem vindo á Antiga Tradição dos Hebreus do Deserto. Este site não representa nenhuma entidade judaica, nada tem haver com judaísmo e com nenhuma de suas vertentes. Este "sítio" é um lugar onde Sabedoria é compartilhada

domingo, 7 de fevereiro de 2016

O Anjo No Espelho


Nós vimos algumas coisas místicas no filme Constantine com Keanu Reeves e também na recente série de tevê que, para os não iniciados, soam certamente como fantasia. Em função de clarear se são ou não fantasias, aqui vai uma história verdadeira, um relado da vida de um dos maiores místicos da QABALAH: Hayim Vital.

O ANJO NO ESPELHO

No primeiro ano após a morte do Ari, o rabino Hayim Vital ainda não havia sonhado com seu mestre e com o tempo, ele começou a temer que o Ari estava bravo com ele e começou a pensar que ele era um discípulo indigno.

Hayim Vital confidenciou esses medos para o rabino Yehoshua Albuv. Rabino Yehoshua lhe disse que ele conhecia um Nome Sagrado que poderia invocar o anjo Tsadkiel, e que este anjo poderia lhe revelar o motivo da ausência do Ari. Mas esse anjo somente poderia ser visto em um espelho. Rabino Yehoshua ensinou o Nome secreto para Hayim Vital.

Na semana seguinte, ele jejuou e mergulhou na mikváh. Em seguida, no quinto dia de Av, o yarhzeit da morte do Ari, Hayim Vital se colocou diante do espelho e pronunciou o Nome Santo. De repente, uma luz ofuscante surgiu no espelho e Hayim Vital fechou os olhos. Quando ele os abriu, ele mal foi capaz olhar para a presença no espelho. Quando seus olhos se adaptaram a essa grande luz, ele reconheceu que era realmente um anjo.

O anjo falou primeiro e lhe disse: "Eu vim ao seu comando. O que é que você deseja saber?" E Hayim Vital respondeu: "Diga quem você é e qual é o seu papel celestial". E o anjo disse: "Meu nome é Tsadkiel, e eu sou o anjo que veste cada alma que entra Paraíso com uma peça de vestuário de grande pureza, tecida pela noiva de Deus. Eu também eu fui o rabino de Abraão, o patriarca, e lhe ensinei os Caminhos da Sabedoria e agora eu estou pronto para revelar a minha Sabedoria para você". Então Vital pediu ao anjo para o ajudar a contactar o Ari no Mundo Vindouro, pois desde sua morte, o Ari estava em silencio.


Hayim Vital também perguntou a Tsadikiel se ele tinha de alguma forma pecado e, portanto, havia se tornado indigno da presença do Ari em seus sonhos. Em resposta Tsadkiel disse: "Saiba que o santo Ari preparou um lugar para você no paraíso, ao lado dele, junto com o rabino Akiva e Rabi Yohanan ben Zakkai, porque você é um verdadeiro tzaddik (justo) aos olhos de Deus, no entanto, há um pecado que detém o Ari voltar a visitar você no mundo dos sonhos". E Hayim Vital perguntou: "Que pecado é esse?" O anjo respondeu: "Em sua vida, você é perfeito, mas você não tem feito o suficiente para que os outros realmente se arrependam, para fazer a vinda do Messias (inauguração da Era Messiânica) possível, e até que você aceiter o fardo de ser um tsadic e trazer outros ao arrependimento, o Ari não voltará a visitar você, mas se você conseguir isso, ele irá guiá-lo em seus sonhos como ele fez quando ele estava no mundo. Então Hayim Vital jurou que iria fazer de tudo para fazer os outros conscientes do poder do arrependimento para apressar o fim dos dias e quando testemunhou este voto, Tsadikiel desapareceu do espelho e se foi. Então, noite e dia Hayim Vital dedicou-se a cumprir o seu voto, e antes do fim do ano o Ari começou a visitá-lo em seus sonhos, e mais uma vez se tornou o seu guia.

A Caligrafia do Messias

No terceiro yarhzeit da morte do Ari, Rabi Hayim Vital sonhou que ele estava sozinho em casa, lendo o Zôhar, quando alguém bateu na porta. Quando ele a abriu, viu o Ari. Mas, mesmo no sonho, lembrou-se que o Ari não estava mais entre os vivos, e ele entendeu que, se a Ari tinha vindo a ele de tão longe, ele deve ter algo muito importante para lhe dizer. O Ari então lhe disse: "Sempre foi o seu desejo de ver a caligrafia do Messias! Veja, eu lhe trouxe uma carta de próprio punho, uma mensagem do Messias Abra-a!

Hayim Vital pediu ao Ari para jurar três vezes que a carta foi realmente escrita pelo Messias. E o Ari jurou. Então Hayim Vital quebrou o sele e abriu a carta e ele viu palavras escritas em fogo negro no branco e da forma na qual as letras são escritas em um rolo da Torá. Daquelas letras flamejantes emergiu a revelação e ele soube que os passos do Messias em breve seriam ouvido na Terra de Israel e que tudo deveria ser preparado.

Quando Hayim Vital acabou de ler a carta, ele olhou para cima e viu que o Ari tinha desaparecido. Voltou-se para a carta, mas desta vez ela estava escrita em fogo branco no preto. Lá, nas letras de fogo branco, os mistérios do Messias foram revelados. E Hayim Vital tremeu de pavor ao ler aquelas palavras memoráveis. No momento em que Hayim Vital ler a última palavra escrita no fogo branco, ele acordou. E a primeira coisa que viu quando abriu os olhos foi uma pomba fora de sua janela, com algo em seu bico que parecia ser uma carta. Em seguida, a pomba levantou vôo e ele a seguiu até que ela desapareceu".

Também lemos e estuados que Hayim Vital chamava demônios no espelho e os obrigada a revelar a verdade. Hayim Vital é o verdadeiro John Constantine.


sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

A Tenda Do Código Do Messias



A Tenda Do Código Do Messias (אוהל צפן משיח): Esta semana estamos estudando a Parashá  (Porção) Mishpatim da Torah é que nos fala indiretamente sobre alcançar a Consciência do Divino (mochin d'gadlut) que é a Consciência do Ancião Sagrado  (Keter) na Árvore Das Vidas, a Consciencia Extendida, algo que poucas almas atingiram durante o tempo da humanidade. Moisés, Rabi Shimeon e o Arizal foram algumas destas pessoas.

Os físicos, cientistas, médicos, matemáticos e outros, recebem alguma inspiração do Mochim de Katnut  (o cérebro pequeno) que é o pátio interior da Árvore Das Vidas chamado Zeir Anpin, composto pelas seis Sefirot  (Emanações) chéssed, guevurá, tiféret, netzach, hod e yesod que são representadas pela letra hebraica vav (ו)cujo valor numérico e seis.

Na Porção Mishpatim (Êxodo 21:1 a 24:18) há uma expressão enigmática e aparentemente contraditória, mas como a Torah não possui contradições, nós precisamos alcançar Compreensão.

A expressão diz: "na'essêh vê'nishmá  (נַעֲשֶׂה וְנִשְׁמָע) - faremos e escutaremos".

Como poderiam fazer algo que sequer haviam escutado ainda? Este é o segredo da unificação de Chochmah, Binah e Daat, as Sefirot que compõem a Face Extendida  (Arich Anpin) do Sagrado.

A gematria de Chochmah  (חכמה), Bináh  (בינה) e Daat  (ודעת) é igual a 620 que é o valor númerico da Sefirah Keter - A Coroa da Árvore Das Vidas que contém dois Partzufim  (Faces) que são o Rosto externo chamado Adam Qadmon e o Rosto interno chamado Atiká Qadishá - O Ancião Santo.

620 é a gematria da expressão esotérica "Neshamáh Tahoráh  (נשמה טהורה)" que significa "Alma Pura".

Existem três tipos de almas  (Neshamot): As almas do Partzuf  
(rosto) de Atzilut que são chamadas de "almas novas" e que não estavam ou faziam parte de Adam ha'Rishon  (Adão do mundo da criação) são o primeiro tipo.

As almas que ficaram nele depois da fragmentação e que ele passou para Kayin e Abel, são o segundo tipo e as almas que caíram no poço das Qlipot (Adam Belial) e das quais Seth, terceiro filho de Adão recebeu sua alma.

Quando uma alma atinge o nível do Mochim d'gadlut ele recebe uma alma que é do primeiro tipo e que jamais foi manchada pelo pecado de Adão porque não fazia parte dele e por isso é chamada de Neshamáh Tahoráh - Alma Pura. E desta alma que vem as revelações daquilo que a mente  (Mochim d'Katnut)jamais tinha ouvido porque faz parte dos pensamentos superiores do Cérebro Extendido. Eu chamo está revelação de entrar na Tenda do Código do Messias - A Ohël Tzafen Mashiach  (אוהל צפן משיח)- E Ohël  (Tenda) é escrita aqui unusualmente com a letra Vav (ו) inclusa nela o que indica a ascensão do cérebro menor para ser incluso no cérebro maior (extendido). Isto significa o Cohen  (neshamáh) entrando na Tenda da Assinação  (Ohël Moed) Para ouvir de Eliahu e Enoque (Sandalfon e Metatron) os segredos superiores. É  neste momento que a Sarça se incendeia e não é consumida pelas chamas.

Então, quando chego à Face do Anjo - Malach Panim  (מלאך פנים) - que é Metatron  (מטטרון) - acontece "na'essêh vê'nishmá  (נַעֲשֶׂה וְנִשְׁמָע). As somas de Malach Panim  (Anjo da Face) e Keter  (Coroa) resultam em 891 que é o valor de "na'essêh vê'nishmá - faremos e ouviremos".

891 e também a gematria de Malchut ha'Shamyim  (מלכות השמים) que significa "Reino dos Céus" que é Malchut de Atzilut - A noiva do Sagrado - que é a Shekináh (Presença Divina/Shabat).

A Tenda (Ohël) é o Nome de D'us de 42 Letras pelo qual os Céus e a Terra foram criados.

"Abrirei a minha boca numa parábola e publicarei enigmas dos dias de Qedem  (Salmos 78:2) - Estes são os enigmas da Face Extendida, ou seja, de Qédem - A partir do Oculto não revelado.

O verso acima citado é  em hebraico (אֶפְתְּחָה בְמָשָׁל פִּי;    אַבִּיעָה חִידוֹת, מִנִּי-קֶדֶם) e cuja gematria é 1716 que é a mesma de Torah Nistar (תורת נסתר) - A Torah escondida. Obrigado Hashem. Deepak Sankara Veda​

Postagem em destaque

Reencarnação Através Do Beijo

Recebendo A Neshamá De Briá Experiência Pessoal (Artigo Em Construção) "Dá-me os teus lábios e eu te darei a minha alma (n...

Leia também...

O Artesão Da Luz

O Artesão Da Luz
Deepak Veda - Instrutor e compartilhador sobre a Sabedoria Espiritual. Sênior criptólogo especialista em Criptologia Divina.

Advertência

"Todas as palavras postadas aqui tem por finalidade a revelação dos mistérios das escrituras. Por mais duras que algumas vezes possam parecer, elas não tem finalidade de agredir, difamar, caluniar quaisquer pessoas, instituições, religiões ou quaisquer práticas religiosas e seus líderes. É certo que determinadas práticas e seus respectivos lideres precisam sim serem trazidos à luz, mas através da revelação da verdade"

Tradição

"Então, aqueles que são sábios brilharão como o esplendor (Zohar) do firmamento, e aqueles que retornaram à justiça para muitos, serão como as estrelas para sempre (Dani´El Péreq 12, 3º Passuq)".

Aviso

"A Hayk´la Arazuta não possui vínculos ou ligações com quaisquer endidades "judaicas" e nem mesmo com qualquer federação. A Hayk´la Arazuta não é siosnista e não crê no sionismo. Os rabinos da Hayk´la Arazuta não possuem ligação e nem seguem ou servem ao "judaísmo rabínico". A Hayk´la Arazuta avisa que qualquer um que proferir calúnias, difamações, ataques contra a honra da Comunidade, seus lideres e membros, ameaças de quaisquer tipo, os autores serão levados ao Judiciário através de processos cíveis e criminais. Copiar, distorcer e usar pejorativamente assuntos e experiências aqui publicadas, os autores serão processados. A Hayk´la Arazuta d´Madvra é um Orgão da Associação Cabalista Mundial - Gará Kulam Moshav, organização esta devidamente registrada junto ao Governo Federal Brazileiro de acordo com a Lei e possui CNPJ.".

Total de visualizações de página